::: A CULPA CONTINUA SENDO DA CIÊNCIA ... E DA ARTE :::

 

Meus talentosos amigos Oswaldo, Palma & Cia continuam agitando! O projeto A Culpa é da Ciência, do núcleo de teatro Arte e Ciência no Palco, prossegue em outubro. É um aquecimento para as comemorações de dez anos de existência (em 2008) deste fantástico trabalho teatral que une ciência e arte com muito talento.

Confira abaixo a programação do evento imperdível:

 Dia 10/out [quarta-feira] - O Homem e a Máquina - Uma Visão Antropológica
por Edgard de Assis Carvalho (prof. titular de Antropologia da PUC-SP)

 Dia 17/out [quarta-feira] - Tecnologia da Informação
por Ubiratan D´Ambrosio (professor da PUC)

 Dia 29/out [segunda-feira] - Ciência, Arte e Tecnologia - Uma relação histórica
por José Luiz Goldfaber (prof. do programa de estudos em História da Ciência da PUC)

 Dia  31/out [quarta-feira] - Tecnologia, Terceira Revolução Industrial e Globalização
por Luís Carlos de Menezes (físico e educador da USP - Universidade de São Paulo)

Local:Auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas da PUC, à rua Marquês de Paranaguá, 111, entre ruas Augusta e da Consolação, São Paulo/SP.
Horário: 19 h

Temas sensacionais em palestras gratuitas! Inscrições antecipadas via e-mail: acpcultural@uol.com.br (assunto: PALESTRA).

Mais informações no site arteciencianopalco.com.br ou pelos telefones (11) 3081-8865 / 3068-0557.


Já publicado aqui no Física na Veia!





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Dulcidio Braz Júnior (@Dulcidio)
às 14h09





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: GMR: NOBEL DE FÍSICA 2007 :::

B. Fert, Invisuphoto/Forschungszentrum Jülich

Albert Fert e Peter Grünberg, os laureados de 2007

Acaba de sair o prêmio nobel de Física 2007. E os laureados são Albert Fert (França) e Peter Grünberg (Alemanha) pela descoberta do fenômeno da GMR - Giant Magnetoresistance (Magneto Resistência Gigante).

Trata-se de uma aplicação direta da nanotecnologia, ou seja, da manipulação da matéria nas escalas moleculares. Nos materiais convenientemente manipulados, com camadas muito finas de substâncias magnéticas, pequenas diferenças em um campo magnético provocam grandes alterações nos valores da resistência elétrica.

Usando a GMR foi possível potencializar a sensibilidade de leitura das cabeças de HDs - hard disks (ou discos rígidos) de computadores. Desta forma, mais informações digitais podem ser gravadas numa área menor dos discos magnéticos o que fez os HDs encolherem bastante de tamanho e ao mesmo tempo aumentarem muito a capacidade de armazenamento. 

O famoso iPod da Apple usa um pequeno HD que foi construído graças à tecnologia oriunda da GMR. E a GMR está presente nas novas gerações de HD que equipam os atuais computadores.

Acho interessante que o Nobel deste ano seja dado para uma pesquisa com grandes aplicações práticas. É uma forma de diminuir a distância entre as pessoas e a ciência. Você mesmo pode estar lendo o meu texto num navegador rodando diretamente de um HD baseado na GMR. É uma prova de que a Física está muito presente em todas as coisas e tem ajudado, cada vez mais, a mudar a cara do nosso mundo!


:: Upgrade [10/outubro/2007 ~15h45min]

Aproveitando o comentário do prof. Adilson J. A. de Oliveira, do Por Dentro da Ciência, sugiro este link com uma entrevista com o prof. Mario Baibich (edição 9 de fevereiro de 2000 - Revista Informática do Depto. de Informática da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul). O prof. Baibich é físico brasileiro, trabalha na UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul e foi o cientista que observou o fenômeno GMR pela primeira vez segundo artigo publicado em 1988 (Phys. Rev. Lett. 61, 1988, 2472). Mais um brasileiro que passou raspando no Nobel de Física (lembrei-me do prof. César Lattes agora!)
Vale ainda lembrar que  o prof. Adilson J. A. de Oliveira trabalha no instituto de Física da UFSCar - Universidade Federal de São Carlos e faz parte do Grupo de Supercondutividade e Magnetismo e do Núcleo de Excelência de Materiais Nanoestruturados Fabricados Eletroquimicamente que mantém intercâmbio com o grupo francês chefiado pelo laureado Albert Fert.


Para navegar


Já publicado aqui no Física na Veia!





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Dulcidio Braz Júnior (@Dulcidio)
às 14h55





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: O UNIVERSO EM QUATRO DVDs :::

A imperdível revista Scientific American Brasil está lançando a Exploração do Espaço - Novo Guia Visual do Universo, uma rica coleção de quatro DVDs sobre o Universo.

Os documentários, de altíssima qualidade, são narrados em inglês mas com a opção de legendas em português. Estão repletos de imagens reais e também de imagens em computação gráfica.

O material está disponível nas bancas de jornais por R$ 24,90 cada DVD. Os três primeiros volumes já estão disponíveis e eu já comprei os meus. Só tive a oportunidade de ver o primeiro. Como gostei bastante, indico o material para aqueles que adoram Astronomia e Astrofísica. E o faço com traquilidade, antes mesmo de ver os outros volumes, porque a Scientific American Brasil só assina material de alto nível!

Mais informações em aqui.

Usarei bastante em minha aulas de Astronomia com a molecada! E sei que eles vão adorar também!  





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Dulcidio Braz Júnior (@Dulcidio)
às 22h09





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
 



Dulcidio Braz Jr
Físico/Professor, 49 anos

São João da Boa Vista
São Paulo/Brasil
  visitante(s) on line agora
Física na Veia!, um Blog Legal do UOL!
Clique e assine

Busca aqui no Física na Veia!
 
 

Clique para conhecer meu livro de Física Moderna
Sobre Física, você diria que:
Adora
Gosta, mas tem muita dificuldade em aprender
Não gosta, mas reconhece que é importante
Não gosta e acha bobagem
Odeia
Votar Ver resultado parcial





  ESPECIAIS TEMÁTICOS








Clique aqui e dê sua nota para o Física na Veia

Clique aqui e indique o Física na Veia para os amigos!





Add to Technorati Favorites