::: VAMOS DE CARONA NA CASSINI-HUYGENS ? :::

Sonda Cassini-Huygens [ JPL/NASA ]
Sonda Cassini-Huygens

 A sonda espacial Cassini-Huygens chegou bem perto o gigante Saturno em meados deste ano e, de lá para cá, vem trabalhando pesado, enviando à Terra muitas novas informações sobre o planeta, seus anéis e suas luas.

No post anterior, ratificamos que Saturno tem 33 luas e não apenas 31 com já sabíamos. A sonda Cassini-Huygens é a responsável pela descoberta de mais duas outras minúsculas luas de Saturno em agosto de 2004. Uma delas tem cerca de 3 quilômetros e a outra 4 quilômetros de diâmetro. Por serem tão pequenas, nunca foram antes observadas por telescópios e somente a aproximação da Cassini-Huygens permitiu a importante descoberta. Ainda sem nome, os dois satélites foram catalogados como S/2004 S1 e S/2004 S2.

A sonda Cassini-Huygens chegou a cerca de 1,2 mil km de distância de Titã, uma das luas de Saturno. Novas e reveladoras imagens foram feitas. O próximo alvo é Tétis, outro satélite de Saturno.

Para saber mais

Matérias recentes sobre a Cassini-Huygens:





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 21h21





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: SATÉLITES NO SISTEMA SOLAR :::

Planetas e Satélites comparados (Montagem original do JPL/NASA, traduzido pelo Observatório Nacional)
Comparação do diâmetro de alguns planetas (linha superior) e de alguns satélites
(linha inferior) do Sistema Solar. Montagem original do JPL/NASA, traduzido pelo
ON (Observatório Nacional do RJ) 

Muitos alunos sempre perguntam, especialmente depois de um eclipse lunar, se outros planetas também têm luas.

Sim, há outros planetas do Sistema Solar, além da Terra, que possuem satélites naturais (ou luas) girando ao seu redor, presos pela gravidade.

A montagem acima, do JPL/NASA, mostra o nosso satélite natural, a Lua, as quatro maiores luas de Júpiter (Io, Europa, Ganimedes e Calisto) e Titã, uma das luas de Saturno, em escala, o que facilita a comparação de tamanhos.

Mas coisa não pára por aí. O campeão em número de satélites é Júpiter, com 61 luas já catalogadas! Saturno, além dos belos anéis, tem 33 luas (duas recém descobertas, em agosto de 2004). Mercúrio e Vênus não tem nenhuma lua conhecida. Confira a tabela abaixo.

Número de satélites de cada planeta do Sistema Solar
Mercúrio Vênus Terra Marte Júpiter Saturno Urano Netuno Plutão
0 0 1 2 61 33 27 11 1

Vale ressaltar que os quatro maiores satélites de Júpiter (Io, Europa, Ganimedes e Calisto), mostrados na montagem acima, foram observados pela primeira vez em 1610 pelo italiano Galileo Galilei (1564-1642) com uma pequena luneta que ele mesmo construiu. Ao observar que corpos poderiam girar ao redor de outro planeta, Galileo convenceu-se de que a Terra não devia mesmo ser o centro do Universo. Era uma prova contundente de que a Teoria Geocêntrica não era boa e, por isso mesmo, deveria ser substituída pela Teoria Heliocêntrica.

Depois de Galileo, ao longo destes mais de 300 anos de Física e Astronomia, sofremos um processo dramático de "humilhação cósmica". Fomos remanejados do centro do Universo para a periferia da Via Lactea, apenas uma dentre inúmeras galáxias que compoem o Universo.

É mais ou menos como morar na avenida principal de uma cidade e ser despejado para uma rua distante, na periferia. Apesar disso, estamos felizes. Aprendemos muito sobre o Universo que ainda guarda muitos segredos a serem desvendados.





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 17h34





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: DEDINHO NO MOUSE :::

Dedinho no Mouse! Participe da Enquete! 

Já ouvi (e ainda ouço) muita gente falando que odeia Física.

Em muitos casos, é "genético", não no sentido real do termo mas no sentido de que já vem de pai (ou mãe) pra filho. É comum, em conversa com pais, eu ouvir a famosa frase "meu filho está indo mal em Física, mas isso é normal".

Será mesmo normal ir mal em Física no colégio? Física é mesmo tão difícil? Que fenômeno é esse? Tem gente que nunca teve aula de Física mas já diz que não gosta. Sabe aquele papo de "não comi e não gostei"?

Coloquei no ar a enquete "Sobre a Física, você diria que..." justamente para medir este "fenômeno". Afinal , o Física na Veia! surgiu para desmistificar a Física e a Astronomia como coisas para "eleitos", para gênios.... A Física não é nenhum bicho de sete cabeças.

Bicho de sete cabeças é Video Cassete Stereo Hi Fi, que tem sete cabeças magnéticas de leitura. Mas isso é outro assunto para um futuro e oportuno  post sobre magnetismo.

PARTICIPE DA ENQUETE! (veja logo ali do lado direito). Não dói nada e consome muito pouca energia, sua e do micro. Um click pra escolher e mais outro pra confirmar....





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 17h15





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: PARA QUEM, COMO EU, NÃO VIU :::

Phil Harrington - Dowling College in Oakdale, New York [space.com] 
Phil Harrington - Dowling College in Oakdale, New York [space.com]

Se você, como eu, não viu o eclipse ao vivo, ou viu mas quer ver mais, no site Space.com tem fotos bem legais. Clique aqui.

Outra brincadeira divertida é simular o eclipse no seu micro. Para isso você vai precisar de um software tipo planetário.

No próprio site do Space.com você encontra o Starry Night, shareware em diversas versões para diversos bolsos ou níveis de profissionalismo. A versão de testes expira em 15 dias. Depois tem que comprar o registro. Mas vale a pena. Na minha opinião é o melhor software do gênero.

Outra boa pedida é o Distant Suns. Este tem uma versão mais antiga mas muito legal que é gratuita. A versão mais recente também é paga.

Faça download destes softwares em:

No site AstroTips.com (http://astrotips.com) você também encontra muitas outras opções de softwares de astronomia, muitos gratuitos ou com versões demo sem limite de tempo.

Astronomia + Computador = Diversão Garantida. Pode apostar! 





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 20h00





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: A LUA NA JANELA :::

A Lua nascendo, agorinha mesmo....
A Lua nascendo, vista da minha janela...


Ironia. Hoje não tem eclipse e fez dia limpo com Sol forte desde cedinho, quando saí para dar aulas.

Mas não posso reclamar. A vista da janela do meu escritório é linda. Vejo o lado leste, vista para a Serra da Paulista contrastando com o céu azul. Quer ver também? Clique aqui.





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 19h38





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: A VIDA É ASSIM :::

Galáxia de Andrômeda
  • Imposição da natureza I:
    nuvens impediram a visão do eclipse lunar por aqui.
  • Imposição da natureza II:
    o jogador cai em campo e tem morte fulminante.
  • Lição de vida:
    somos muito pequenos diante da natureza e seus mistérios.




Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 17h46





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: ECLIPSE AO VIVO :::

 

Acabei de chegar da escola. Nubladíssimo! Nada de Lua ...

Estou tentando acompanhar o eclipse pela internet.

Clique no ícone ao lado e tente você também.
Boa sorte!




Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 21h20





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: A BOLA DA VEZ :::

Aluno é mesmo um grande barato! Ontem, cheguei na classe do cursinho extensivo noturno e, fazendo suspense, disse: "_ Boa noite pessoal! Amanhã tem..... tem... tem...".

Eu esperava a resposta "Eclipse da lua", em coro. Mas, rapidamente, um aluno respondeu em alto e bom som: "_Tem clássico São Paulo X São Caetano". Bom demais!!!

Como tricolor, fico com os dois: o eclipse e o futebol.

Que vença o São Paulo! E que vençam, mais uma vez, as Leis da Física!

Veja, em posts anteriores, mais informações sobre o eclipse lunar total (que começa às 21h05 de hoje, dia 27/10, quarta-feira).





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 13h46





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: CONTAGEM REGRESSIVA :::

www.space.com

Foto montagem por George Nguyen do Eclipse Lunar Total de 8/11/2003

Tempo ruim aqui no interior de São Paulo. O Sol dá as caras, tímido, e some.

Mas continuo em contagem regressiva para o Eclipse Lunar Total de amanhã! E fazendo figuinha para não chover e abrir o tempo!

E, como disse o prof. Canalle, diretor geral da OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia), em comentário do post anterior, astrônomo tem que ter paciência!

Então, veja só que legal:

I) Você vê o eclipse, que é um fenômeno bonito (veja a foto montagem acima para ter uma prévia do que poderá ver ao vivo e em cores!)

II) Testa a validade das leis da Física e aprende mais sobre o Universo;

III) E, ainda de quebra, treina paciência (qualidade tão rara na correria nos dias de hoje....).

Não é fantástico?! E ainda é uma boa oportunidade para juntar os amigos e bater um caloroso papo enquanto rola o espetáculo gratuito que o Sol, a Terra e a Lua prepararam para você!

Aproveite esta chance. Tente observar o eclipse e procure entender o fenômeno. Eu já dei duas dicas de sites muito legais aqui em outros posts mas vou repetir:

  • Site de ensino à distância do Observatório Nacional, do Rio de Janeiro. Atualmente está no ar um curso gratuito de "Astrofísica do Sistema Solar". Informações específicas sobre eclipses aqui.
  • Site do prof. Kepler de Souza, da UFRGS. Lá também você encontra informações específicas sobre eclipses. Para vê-las, clique aqui

E o projeto "Brasil, Olhe Para O Céu", do post anterior, também está muito legal.





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 16h14





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: BRASIL, OLHE PARA O CÉU :::

Brasil,

O Ministério da Ciência e Tecnologia colocou no ar um site sobre o Eclipse Lunar Total dos dias 27/28. É o projeto "Brasil, Olhe Para O Céu!".

Lá tem informações gerais sobre a Lua, o eclipse, material didático, um link para um concurso de desenhos sobre o eclipse, outro link para um artigo do prof. João Batista Canalle (OBA) que ensina a fazer uma luneta. Melhor você mesmo conferir tudo o que tem, vale a pena!

Visite o http://www.brasilolheparaoceu.org.br/ e anime-se a olhar par ao céu. Quem sabe não estará nascendo aí um grande e desconhecido prazer que poderá novas e divertidas aventuras no mundo das observações astronômicas? 





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 21h12





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: DE QUE ADIANTA UM ECLIPSE ECLIPSADO? :::

Nesta quarta-feira tem eclipse total da Lua. Mas, de que adianta um eclipse eclipsado pelas nuvens?!

Acabo de ler na internet, no site Climatempo (www.climatempo.com.br), que a semana será bastante instável no sudeste do Brasil, com "boas chuvas". Boas?! Boas sim, menos para uma observação astronômica! Professor Pasquale que me perdoe mas, se nublar, o eclipse fica mesmo eclipsado, com toda a redundância da frase. Sobra pleonasmo e falta espetáculo!

Veja as probabilidades de chuva na região sudeste, de acordo com os meteorologistas:

PROPABILIDADE DE CHUVA EM SÃO PAULO
70 % 70 % 40 % 30 %
terça-feira
26/10
quarta-feira
27/10
quinta-feira
28/10
sexta-feira
29/10

Bem que São Pedro poderia colaborar e redimir-se da pisada na bola com o Rubinho Barrichello no Grande Prêmio Brasil. Pode até chover o dia todo mas, durante o eclipse desta quarta, a chuva pára e deixa o céu limpinho pra gente ver a Lua entrando no cone de sombra da Terra. Que tal?

Se você mora em algum lugar onde o tempo vai estar limpo, bom proveito! Se mora em algum lugar com alto risco de chuva, assim como eu, não desanime. Eu já vi muito eclipse entre nuvens e a diversão é a mesma. Se tiver uma pequena brecha, já dá para ver o espetáculo.

De qualquer forma, estaremos de plantão, com os olhos voltados para o céu. E sempre tem um site que acaba mostrando o evento em tempo real. E, no dia seguinte, sempre tem um monte de fotos na internet, feitas pelo mundo todo.

Se não der pra ver, ainda assim tem saída. Mas se der para ver ao vivo, melhor! Boa sorte a todos!





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 17h41





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: NEM RUBINHO NEM ROBINHO :::

Rubinho & Robinho 

Rubinho Barrichello não conseguiu vencer o Grande Prêmio Brasil 2004. No clássico Sansão, Robinho não conseguiu vencer a defesa tricolor, também conhecida como Rogério Ceni & Cia.

A primeira notícia é muito chata. Especialmente porque o Galvão Bueno deixa o "tam tam tam" do Senna na ponta da agulha e fica botando a maior pilha na torcida brasileira dizendo "desta vez vai dar RRRRRRRRubinhooooo". E deu. Terceiro lugar, bem na frente do alemão! Não está bom? É uma espécie de adestramento de torcida: "vai ganhar, vai ganhar", como se só o primeiro lugar fosse o bom. E, se não ganha, vem a frustração. É sempre a mesma história (vide Daiane dos Santos, nas Olimpíadas de Atenas ...).

Todos deveríamos comemorar o pódio do Rubinho. Inclusive ele, que parecia que nem tinha terminado a corrida por pane seca! Que absurdo! Barrichello fez o melhor que pode, na corrida e no campeonato. É o vice-campeão da temporada, logo atrás do alemão fora de série. Tudo bem que hoje houve um erro de estratégia, na escolha do pneu e, depois, na demora para trocá-lo... Culpa do Rubinho? Da Ferrari? Dos dois? Culpa de São Pedro! Se tivesse chovido, Rubinho era gênio e o Brasil o maior, não é mesmo? 

Sobre o futebol, como sou tricolor genético (coisa que vem dos avôs, do pai,...), a notícia é muito boa! Mas fica a dúvida: será que o time B do Santos (que ganhou do São Paulo na quarta) é melhor que o time A (que perdeu hoje)? Ou o futebol só pode mesmo ser explicado pela Teoria do Caos?

Mas, antes que alguém mande um comentário dizendo "o que tudo isso tem a ver com Física", para não perder o mote do Blog, deixo algumas perguntinhas sobre Física, futebol e fórmula 1 para você pensar:

  • 1) O aerofólio dos carros de corrida é uma asa, como uma asa de avião, certo? Só que é uma asa invertida.
    a) Como funcionam as asas? Qual o princípio físico que está por trás desta genial invenção que bota um avião no ar?
    b) Por que o aerofólio dos carros de corrida é uma asa invertida e não uma asa como a do avião?
    c) Por que numa parada para troca de pneus a equipe nunca enche o tanque do carro por completo?
     
  • 2) a) No futebol, quando um jogador lança a bola para o parceiro pelo ar, ela faz uma trajetória num plano vertical que é bem conhecida. Em Cinemática, é um Lançamento Oblíquo. Qual o nome geométrico desta trajetória da bola?
    b) Alguns jogadores conseguem dar um efeito na bola que faz uma trajetória curva, fora do plano vertical. Assim, a bola pode desviar da barreira e surpreender o goleiro. Como pode uma bola fazer uma curva no ar? (O grande problema aqui é que, para fazer uma curva, um corpo deve sofrer uma ou mais força(s) com um componente vetorial para dentro da curva,certo? É o que nós chamamos de resultante centrípeta. Mas, neste caso, quem seria a resultante centrípeta?)
    c) O que a curva da bola de futebol tem a ver com o aerofólio do carro de corrida? Nada?
    d) Quanto tempo um goleiro tem para reagir e defender uma falta de 30 m depois que o cobrador chutou a bola? E um penalti?

Comente este post. Tente responder as questões propostas. Elas são um bom exemplo de que a Física está presente também no futebol e na fórmula 1 que, como tudo, fazem parte do Universo!


Ah sim, mais duas coisinhas, só pra não perder a viagem:

I) Sobre a Gisele Bundchen, ela saiu-se melhor na bandeirada final do que o Pelé no ano passado, não? Mas bem que o diretor da prova deu uma mãozinha. Uma não, duas! Você viu? E agora, coitada, vão dizer que o cara ajudou porque ela é loira e tal... Eu não disse nada, certo?!

II) E a garrafada do Montoya na cabeça do Rubinho. Muy amigo! Ou será que ele fez no pódio o que teria feito na pista? (Esse Montoya tá mais é parecendo argentino que não perde a chance de detonar um brasileiro!)


Agora acabou o post mesmo!  





Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 20h27





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  ::: PROFESSOR BABÃO III - A MISSÃO :::

Medalhistas da OBA 2004
Medalhistas da OBA 2004
Em pé:Mariana, Vander, Flavia, Rafael e Thiago.
Sentados:Américo, Andrés, Marcella e Emanuella.

Oba, temos 13 medalhas na OBA! É isso mesmo! Em 2004, os alunos do Colégio de Segundo Grau São João, participantes do nosso Curso de Astronomia e Astrofísica, obtiveram 13 medalhas na OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia)!

Além do Andrés (veja post anterior), mais quatro alunos foram ouro. Tivemos ainda outras cinco medalhas de prata e mais três de bronze.

É o 13 da sorte! E são 13 provas vivas de que estudar vale a pena!

Destacamos também a participação fantástica da Flavia de Almeida Dias, que obteve média 9.1 na prova, a mais alta da escola. Mas, por estar na terceira série, já passou da idade para participar da Olimpíada Internacional de Astronomia.

Outro destaque vai para o Américo Tavares Ranzani, que assim como o Andrés (veja post anterior) ainda está na primeira série do ensino médio mas também é medalha de ouro. Por muito pouco (provavelmente menos de 1.0!) o Américo não ficou entre os trinta melhores do Brasil ao lado do Andrés.

Abaixo temos o quadro geral das medalhas. Acima a foto dos campeões. Infelizmente, no dia da foto (feita pelo Ilsinho do Departamento de Divulgação e Marketing da escola) alguns campeões não estavam presentes. Mas em breve faremos a premiação oficial e prometo eternizar esta conquista numa foto com todos para ser publicada aqui no Física na Veia!.

MEDALHISTAS DA OBA 2004
em ordem de pontuação

 Aluno
 
Resultado
 
Flávia de Almeida Dias  [3a série] OURO
Andrés M. R. Martano(*)  [1a série] OURO
Rafael Delalibera Rodrigues  [3a série] OURO
Vander Valente Martins  [3a série] OURO
Américo Tavares Ranzani  [1a série] OURO
Luis Otávio de M. Castilho  [2a série] PRATA
Thiago Resek F. dos Anjos  [3a série] PRATA
Mariana Ramos Escolari  [1a série] PRATA
Marcella Cassiano  [2a série] PRATA
Bruna Maria Mattielo  [2a série] PRATA
Emanuella F. Fajardo  [1a série] BRONZE
Larissa de Souza Lopes  [2a série] BRONZE
Amanda Bonini da Cruz  [1a série] BRONZE




Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Júnior (@Dulcidio)
às 10h52





::
:: Clique e recomende este post para um amigo
::


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
 



Dulcidio Braz Jr
Físico/Professor, 49 anos

São João da Boa Vista
São Paulo/Brasil
  visitante(s) on line agora
Física na Veia!, um Blog Legal do UOL!
Clique e assine

Busca aqui no Física na Veia!
 
 

Clique para conhecer meu livro de Física Moderna
Sobre Física, você diria que:
Adora
Gosta, mas tem muita dificuldade em aprender
Não gosta, mas reconhece que é importante
Não gosta e acha bobagem
Odeia
Votar Ver resultado parcial





  ESPECIAIS TEMÁTICOS








Clique aqui e dê sua nota para o Física na Veia

Clique aqui e indique o Física na Veia para os amigos!





Add to Technorati Favorites